Parque do Itapiracó: fruto do trabalho de Victor Mendes

Parque, do Itapiracó, fruto, do trabalho, de Victor Mendes

A Área de Preservação Ambiental Parque do Itapiracó é resultado e reflexo da atuação e do trabalho do deputado federal Victor Mendes (MDB/MA). “Quando ocupamos o cargo de secretário de Estado do Meio Ambiente elaboramos o projeto e deixamos em caixa recursos de R$ 26 milhões para construção do Parque e para a edificação da nova e moderna sede da Sema”, relembrou Victor Mendes ao enfatizar que o Itapiracó é o maior centro de recreação e integração da família em todo o Maranhão.

Hoje, o Parque do Itapiracó conta com equipamentos para lazer, espaços de entretenimento e cultura, áreas verdes, campos de futebol, quadra poliesportiva coberta, parquinhos infantis, circuito de skate, áreas para futebol de areia e futevôlei, além de conservar mais de 200 espécies amazônicas.

Victor Mendes relembrou ainda que durante a sua atuação na Sema sempre buscou uma gestão focada no futuro e em resultados, que propiciou ganhos e saltos de qualidade na gestão ambiental em todo o Estado. Dentre os destaques, o aumento em 91% do quadro de pessoal, reestruturação do Batalhão Ambiental, aquisição de veículos de pequeno porte, microônibus e motos, ampliação das redes de dados para assegurar comunicação mais ágil, rápida e segura, bem como a reativação dos Conselhos Ambientais (de Meio Ambiente e Recursos Hídricos), criação dos dois primeiros Comitês de Bacias Hidrográfica, Lei de Compensação Ambiental e do Plano Estadual de Resíduos Sólidos.

Agora, como parlamentar, Victor Mendes (MDB-MA) fez a sua parte, com uma atuação proativa em defesa do meio ambiente e dos nossos recursos naturais: fauna e flora. Presidente da Frente Parlamentar dos Resíduos Sólidos, Victor Mendes apresentou entre outros projetos, na Câmara Federal, o projeto de lei 772/2015 que altera a redação da Lei 9.985, de 18 de julho de 2000, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) para estabelecer que os recursos da Compensação Ambiental sejam aplicados no percentual mínimo de 50% nos municípios onde forem implantados empreendimentos de significativo impacto ambiental.

“Precisamos assegurar para os nossos filhos e netos, enfim para as novas gerações um futuro mais promissor. Aliar desenvolvimento econômico com preservação e conservação dos nossos recursos”, refletiu Victor Mendes ao fazer um alerta das constantes e cada vez mais frequentes agressões ao meio ambiente.

Cadastre-se

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu